Alimentação e Dor

Os hábitos alimentares atuais, que privilegiam alimentos com excesso de sódio, açúcar e gorduras saturadas, têm causado prejuízos importantes à saúde das pessoas facilitado o desenvolvimento de doenças crônicas. Com relação à dor crônica, os últimos estudos têm enfatizado que uma nutrição adequada é a base de uma boa saúde, além de contribuir para a prevenção de dor crônica. Como exemplos, déficits de vitamina B12 e ácido fólico podem desencadear neuropatias dolorosas e o déficit de vitamina D pode desencadear dor osteomuscular. Os estudos mais recentes indicam que inclusão de alimentos que possuam em sua constituição ômega 3, ômega 6, vitamina D e baixa quantidade de poliaminas podem auxiliar o tratamento da dor

Para saber mais, sugerimos o artigo “Food, pain, and drugs: Does it matter what pain patients eat?” Pain 153 (2012) 1993–1996.
(Fonte : http://viversemdor.com/dicas/dieta-e-dor-cronica/)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *